Postagem em destaque

INDICE AO BLOG NSG E À BIBLIOTECA VIRTUAL LACHESISBRASIL BASEADO EM BUSCAS ESPECÍFICAS

OBSERVE POR FAVOR QUE A MAIORIA DOS LINKS SÃO AUTO EXPLICATIVOS, E CONTÉM INDICAÇÃO DE CONTEÚDO ANTES MESMO DE SUA ABERTURA: 1) SOBRE ...

quinta-feira, 5 de julho de 2012

"Quando tudo era ausência, esperei"



6:45 da manhã. Manobrava o carro para levar meu filho para a escola. Escutei o soluço. Luquinha chorava silenciosamente.

Tinha escutado a palavra 'divórcio' numa conversa entre Ana e eu, na noite anterior.

É que num oficio de maio de 2011, o Ibama, ou parte dele, sugeria à Policia Federal que além de fechar o criatório, eu deveria ser multado em hum milhão de reais, pelo crime de reproduzir Lachesis em cativeiro.

Antecipei-me à convocações, procurei a PF, prestei esclarecimentos, protocolei documentos.

Comprei sacos de farinha, lavei bem lavado, estava pronto para ensacar as surucucus e entregá-las à morte certa. Assim, fugiria da autuação. Hum milhão de reais é valor que coloca meus netos em divida. Mas não tive o estomago para seguir em frente com tamanha covardia.




E assim, na noite citada, discutia com Ana o divórcio, para que ela não se ferrasse comigo, em função no nosso casamento em comunhão de bens.

E Luca então se viu sem família, por aí como tantos coleguinhas e suas mães tão católicas, com suas missas e sinais da cruz e evocações de deus, mas incapazes de discutir guarda compartilhada.

Explicamos ao meu filho o que de fato ocorria, e entendendo, tranquilizou-se.

Espada de Dámocles


                   

PS: "Hey you bastards, I'm still here" http://www.youtube.com/watch?v=4XGWXmxmaoE




7 comentários:

  1. Nilza Silva Barbosa6 de julho de 2012 07:41

    Como concordar com uma insanidade dessas?Como remover animais bem cuidados,ambientalmente adaptados,vivendo em plenas condições de higiene e saúde,para um lugar sem a mínima infraestrutura para recebe-los?Seria uma CONDENAÇÃO DE MORTE!
    Passou da hora dos Órgãos de Meio Ambiente reconhecerem e respeitarem a importancia do NSG,principalmente pelos serviços de Educação Ambiental que presta à sociedade.
    Nilza Silva Barbosa
    Coordenadora da área de ED. Amb. do RAN,Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Répteis e Anfíbios ,ICMBio

    ResponderExcluir
  2. Rodrix,

    Não sei o que pensar...Precisa-se encontrar um caminho que lance luzes sobre essa história e, principalmente, que preserve as Lachesis tão heroicamente defendidads por voce.
    Vou tentar ajudar, mas precisa-se de uma grande aliança.
    Conte comigo, mas sugiro que vc faça um histórico esclarecedor dos (inumeros) entraves qu vem enfrentado na sua caminhada.
    Forte abraço do


    João Luiz
    Hospital Vital Brazil, I.Butantan

    ResponderExcluir
  3. I know and have long admired Rodrigo de Souza of Itacare, Bahia as a serious and reputable conservationist who is committed to saving Lachesis (bushmaster) species that are increasingly endangered in the wild. It would be an act of mindless ignorance and brutality for the authorities to destroy the fragile stocks that he has managed to accumulate by his successful captive breeding programme. Please add my name to the campaign to SAVE THE BUSHMASTER to which I give my full personal and institutional support! These species are a valuable part of Brazil's faunal heritage that must not be squandered for petty bureaucratic reasons.
    Best wishes,
    David A. Warrell

    David A. Warrell DM DSc FRCP FRCPE FMedSci
    Emeritus Professor of Tropical Medicine
    University of Oxford
    ++44 1865(0)766865, ++44(0)7785242978
    fax ++44(0)1865760683
    [Description: Oxford Textbook of Medicine]

    ResponderExcluir
  4. I agree completely with the perfects words send by Prof. Warrell and please feel free to add my name and e-mail to any kind of campaign to save the Lachesis of Itacaré

    Best regards and good luck with this effort !



    Tomás



    Dr. Tomás A. Orduna
    Jefe de Servicio
    Patologías Regionales y Medicina Tropical (CEMPRA-MT)
    Hospital de Infecciosas F. J. Muñiz
    Uspallata 2272 (C.P. 1282)
    Buenos Aires - Argentina
    T.E.:(54-11) 4305-3161
    T.E.:Conmutador:(+54-11) 4305-0357/1944(int.231)
    Fax: (+54-11) 4304-2386
    torduna@intramed.net

    ResponderExcluir
  5. "Não acho que tenhamos mudado um milimetro desde a experiencia nazista. Naquele momento, muitos europeus colaboraram com o massacre não apenas porque odiavam as vitimas dos nazistas, mas apenas pelo amor ao cotidiano. Hoje em dia, se qualquer regime decidisse perseguir o grupo do qual seu vizinho faz parte, voce fecharia os olhos como os franceses fizeram. A covardia e o amor à rotina acomodam mais os homens ao crime coletivo e social do que a força das ideias. Em nome de um emprego melhor, em nome de sentir menos medo diariamente, em nome de conseguir melhor qualidade de vida, aceitamos qualquer crime. Toda discussão sobre o massacre nazista (ou qualquer outro) esbarra no fato de que nós, hoje, gostamos de pensar que não fariamos a mesma coisa que aqueles homens e mulheres fizeram. Nossa maior preocupação é assegurar uma idéia construtiva de nós mesmos. O massacre nazista nasceu do horror que continuamos a alimentar com relação a tudo que afete nosso cotidiano imediato. Erram todos os que se esqueceram de dizer isso. Além disso, nos sentimos mais tranquilos quando outros estão sendo destruidos em nosso lugar. Estamos sempre dispostos a nos calar quando um jantar a mais é garantido. O comportamento moral comum é mais decidido em nome de uma noite tranquila e um dia monótono do que em nome de qualquer ideia de justiça que alguem um dia escreveu. E se qualquer massacre se der em nome de alguma ideia em que acreditamos e, além disso, se nosso cotidiano estiver garantido, aí então nos transformamos em feras banais."

    ('Cotidiano', de Luis Felipe Pondé em 'Contra um mundo melhor')

    ResponderExcluir
  6. Caracas!!!! So gente fera ao teu lado. Mais uma vez, Parabéns!
    rs rs rs ainda e cedo, mas um dia conto uma historia pra você! Esta não e nenhum pouco diferente da minha. Nenhum um pouco.
    Só uma pergunta, ai você não Dispõe de Veterinários? Zootecnitas e nem Biólogo?

    ResponderExcluir
  7. Como antes, agora , vai ficar tudo bem

    ResponderExcluir