Postagem em destaque

INDICE AO BLOG NSG E À BIBLIOTECA VIRTUAL LACHESISBRASIL BASEADO EM BUSCAS ESPECÍFICAS

OBSERVE POR FAVOR QUE A MAIORIA DOS LINKS SÃO AUTO EXPLICATIVOS, E CONTÉM INDICAÇÃO DE CONTEÚDO ANTES MESMO DE SUA ABERTURA: 1) SOBRE ...

terça-feira, 1 de março de 2016

O Vale





Leitor do blog pergunta sobre as circunstancias do meu acidente de 20/01.

A resposta foi dada, mas enxergar a cena é a questão, e aí vai uma imagem que dá ideia de por onde eu caminhava, em diversos procedimentos, quando uma delas desferiu bote raro, com corpo totalmente alinhado.

Em circunstancias normais a lida nesse recinto se dá como retratado abaixo. Na janela externa um vistoriador do Ibama/DF, sendo observado por algumas Lachesis e fascinado por elas.




Nas circunstancias 'do Vale', uma outra historia ...




   'Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum ...' 


https://www.facebook.com/1535945860060698/videos/vb.1535945860060698/1564809957174288/?type=2&theater






35 comentários:

  1. Para muitos : O quarto do medo
    Pra você imagino quedais o coração só de vê-las sofrendo e ter que se virar para resolver rápido .
    Experiência difícil demais , exaustão física e psicológica imagino.
    No fim nada faltou , deu certo.

    ResponderExcluir
  2. As duas fotos são imagens fortes.
    Acho que seu medo diante do segundo momento de prováveis perdas foi gigantesco e desesperador.
    Angústia do não saber . Ter que se segurar na esperança que fazia o correto.
    Tempos ruins que já se foram

    ResponderExcluir
  3. As cobras ficam em no máximo 2 em cativeiros externos q você já mostrou antes.ok
    Mas você as reuniu numa sala para visualização feita pelos fiscais do IBAMA na época da primeira foto ?
    Ou tem alguns animais que passam alguns períodos juntos neste recinto ? E qual a razão ?

    ResponderExcluir
  4. são 8 viveiros externos, um deles com 40 metros quadrados; a foto com o fiscal do Ibama (2014) foi dia de microchipagem de todos os animais, como o couro foi perfurado, apliquei antibiotico topico e as deixei em ambiente seco por dois dias para prevenção de infecção; as cobras doentes ficaram juntas nesse mesmo quarto, em 2016, para eu ter contato visual claro com o tamanho da encrenca

    ResponderExcluir
  5. aqui imagens de alguns viveiros
    https://www.facebook.com/1535945860060698/videos/vb.1535945860060698/1572584713063479/?type=2&theater

    ResponderExcluir
  6. Sim, viveiros que as deixam quase livres.
    Acredito que de novo o acaso agiu a seu favor.
    Ficou do tempo de " armazenadas no galinheiro" essa visão de espaço dentro da natureza, fora de Tuper ou cxs de madeiras .Porque os viveiros lembram um viveiro de pássaros , um galinheiro....com toques de sofisticação como os túneis e a cx plástica para dar a pouca luz q elas preferem

    ResponderExcluir
  7. Meu amigo que coragem , ou você conhece bem o comportamento do animal ou não tem medo de morrer.
    Só com um pauzinho no meio de 7, 8 surucucus
    Se cuida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. disse uma vez que a paternidade nos tira o direito ao suicidio, e é isso mesmo, tenho medo de morrer, de desamparar, e sim, conheço profundamente o comportamento das surucucus; nesta etapa da foto, se deixadas sozinhas, não tinham força para sequer erguer a cabeça para beber agua, subestimei a evolução positiva do meu tratamento, bem relata na postagem 'deus e o diabo na terra do sol', e por desorientação termosensorial uma me pegou; já a foto delas saudaveis no quarto comigo, se tivesse som captado, voce veria que elas sequer vibravam a cauda, estando em alerta mas sem me identificar como agressor, e observe tambem que estou com perneiras até a virilha e blusão de vaqueiro da caatinga; e por ultimo, esse 'pauzinho' é enganador, depois de muitos anos vendo a surpresa das pessoas vou colocá-lo a venda como o 'gancho herpetologico' NSG, em mais uma tentativa de zerar nosso cronico deficit mensal: trata-se da madeira 'biriba', fortissima, verga mas não quebra (aquela dos berimbaus), que coleto seletivamente e de forma sustentada, já que o angulo da ponta é incomum nas plantas, e que já tenho plantada na roça, esse gancho te permite ESGRIMAR, já tirei uma surucucu do peito de um dos maiores herpetologistas do planeta com um desses, num lance rapido, onde ele ao levantar uma toca assustou o bicho coma luz e esse partiu para cima no reflexo, mas deu de cara com o torax do sujeito, e eu, rapido na esgrima evitei o toque tragico, e nunca mais trabalhei com outro material, tendo pilhas de ganchos metalicos e pinções abandonados ao tempo; lido com bichos de mais de 2,40 metros e 15 kg com esse equipamento

      Excluir
    2. Ótima ideia !
      Que tenha muita saída o Gancho herpetológico NSG
      E se aposentarem de cobras é amarrar arame e vira berimbau...kkk
      Brincadeira.
      Boa ideia , sucesso

      Excluir
  8. Mesmo intoxicadas e fracas , cada bichona forte, hein?!
    Bonitas essas cobras , que continuem assim.
    Bem cuidadas
    Flavio Rezende

    ResponderExcluir
  9. sim, e era isso que enlouquecia, ver bichos magnificos, muitos que tirei do ovo, padecendo por incompetencia de terceiros; esse acidente com elas me transformou num sujeito pior, eu não mais delego, ou confio, não permitindo 'interpretação' de comandos simples: exijo respostas rapidas, objetivas, olhando no olho àqueles que trabalham comigo; a cobra tal come 5 ratos, se der 3 é problema; a cobra tal só come bicho até 120 gramas, se der maior é demissão, e por ai vai ... meu maior problema ao longo dos anos tem sido de fogo amigo por ser mal lider, e ter a tendencia a ser bonzinho, e não bom com meus funcionarios

    ResponderExcluir
  10. Em trabalho onde é necessário coragem ( vc mesmo disse q ficou anos trabalhando sozinho Pq não encontrava pessoal para trabalhar com surucucu) e experiência .
    Acalme esse sujeito pior que resolveu aflorar e saiba gerir bem administrando e sendo um bom líder.
    Lidar com pessoas não é nada fácil.
    Muita paciência e auto controle .

    ResponderExcluir
  11. Tem que fazer matéria sobre jararaca, para mostrar ao Lula que elas são melhores que ele , muito melhores

    ResponderExcluir
  12. O Sr mora em Serra Grande ?
    Se não mais delega nem confia, imagino que faça o trabalho diário com os animais .
    Ou somente a medicação e procedimentos mais arriscados são feitas pelo Sr?
    Tem um veterinário ou biólogo atuando com vocês?
    Moro em Itabuna , sou biólogo , me interesso.
    Jorge Magalhães

    ResponderExcluir
  13. fico entre o NSG e BH, faço todos os procedimentos que envolvam tocar nas surucucus, alimentação especial, e ~medicação, aos auxiliares cabe, no momento, somente a renovação de agua potavel, mineral, que nutre as surucucus, e remoção de fezes no periodo diurno, quando as cobras estão entocadas; o pesado mesmo é o bioterio com nossa fabrica de ração de rato, e lá os protocolos não falham nunca

    ResponderExcluir
  14. pensei nisso e cheguei a selecionar uma foto, de jararaca, mas resolvi não perder tempo com ladrão

    ResponderExcluir
  15. Água mineral para os animais?
    Tem uma mina lá na região ao redor serpentário ?
    Água filtrada ok , elimina possibilidade de vermes.
    Quais tipos de vermes uma surucucu pode ter?

    ResponderExcluir
  16. sim, nascente na propriedade, e são muitos os parasitas, e só ameba e giardia veiculados pela agua, o pior é o pentastomideo porocephalus, pulmonar, proveniente de ratos ingeridos, no indice do blog voce acha postagens especificas sobre parasitoses e controle parasitario, um topico vital

    ResponderExcluir
  17. Triste imagem a foto das cobras esticadas , na penumbra , que angustia .
    Vocé ter conhecimentos médicos e pratica de CTI foi essencial , frieza e calma nas horas cruciais ajudam a raciocinar e encontrar a solução . IMPRESSIONANTE sua decisão foi a correta , todos animeis salvos e sem sequelas.

    ResponderExcluir
  18. Quando puder faça novas imagens dos mesmos animais agora , passados 60 dias da intoxicação.
    Até para documentar por imagens a total recuperaçao

    ResponderExcluir
  19. As ampolas de soro que vc tem guardadas tem prazo de validade?
    Ficam armazenadas na geladeira?
    E se tiver Picos ou falta de energia ? Podem estragar ?

    ResponderExcluir
  20. ficam em geladeira permanentemente e estão proximas do vencimento, ocorre que estudos da FUNED mostram efetividade na neutralização MUITOS ANOS após vencimento formal, e em condições precáreas de armazenamento e assim, na rede publica eu não poderia usar um produto desses (vencido), mas em mim mesmo certamente usarei, se for o caso

    ResponderExcluir
  21. Condições precárias de armazenamento e validade vencida .... Faça uma postagem sobre isso !!!
    É inaceitável uma situação dessas

    ResponderExcluir
  22. Aguardando ansiosamente novas postagens .
    Família do NSG aumentou?
    Animais intoxicados 100% bem ?

    ResponderExcluir
  23. animais intoxicados bem, perderam peso mas voltaram a comer normal e a ativa, dos 12 ovos que temos 5 nasceram muito bem, e ontem de 17 a 4 da madrugada filmamos o primeiro nascimento completo de surucucu da mata atlantica, pela primeira vez no planeta ... estamos editando, e verei se da para postar

    ResponderExcluir
  24. os outros 7 ovos estão, no momento, com bom aspecto e viaveis

    ResponderExcluir
  25. QUE MARAVILHA !SUCESSO , filmaram o nascimento!!!!
    De 17:00 às 04:00 da manhã ? Coitado do filhote , nasce exausto !!
    7 mais para nascer , que ótimas notícias !
    Na torcida para ficar Otima a postagem.
    Se ficar ruim , bom também !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é normal demorar assim, mas aqui era luz demais, e ele recuava

      Excluir
  26. Surucucus de momento histórico do Brasil !
    Bem vindas!
    Que tenham vida longa. Parabend
    F Rezende

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. valeu, e mais tres nascimentos rapidos hoje, 2-3 horas, filhotes excepcionais, faltam 5 ...
      os 4 primeiros fora filmados pelo Richard Rasmussem com 72 horas de vida, e impoem MUITO respeito, com a genetica do maior(em tamanho/massa) reprodutor de Serra Grande

      Excluir
  27. Guilherme A Santos22 de março de 2016 09:18

    POdemos ir visitar no feriado Da Semana Santa?
    Vai estar abero?
    Vcs só criam surucucus ou outras especies da Mata Atlantica? Tem interesse em outras especies de serpentes?

    G A S

    ResponderExcluir
  28. vai estar aberto, só lidamos com surucucus por enquanto, o licenciamento é muito lento, o nosso demorou doze anos, mas tenho sim outras especie ameaçadas em mente; para ajudar as pessoas, já recebemos ou fomos até sua residencias para resgatar animais peçonhentos e não peçonhentos que seriam mortos, mas é so porque quem deveria fazer os resgates não o faz, não é bom chegar nem perto de um plantel pequeno, fragil, estavel como o nosso com individuos novos que não tenham passado por quarentena

    ResponderExcluir
  29. Se as surucucus possuem 2 presas grandes de cada lado da boca, como quando vc foi picado/ mordido só teve um orifício ?
    As presas são quase do mesmo tamanho .
    Uma ficou em contato com o couro da bota e a outra ultrapassou a costura . Pode ter sido ... O couro da bota então foi resistente à perfuração . Não pode ter costuras no calçado ou em qualquer protetor de pernas, braços e mãos .
    De uma certa forma a bota te protegeu sim .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. picadas com uma unica presa são comuns, já vi varias, a do Abade inclusive, em antebraço nú; não existe proteção pela metade, ou o EPI aguenta bote ou não aguenta, serve ou é descartado; e no mais, a gravidade do acidente laquetico INDEPENDE da quantidade inoculada, e portanto qualquer equipamento destinado a lida com esse genero não poderá sequer permitir arranhões ao tratador

      Excluir