Postagem em destaque

INDICE AO BLOG NSG E À BIBLIOTECA VIRTUAL LACHESISBRASIL BASEADO EM BUSCAS ESPECÍFICAS

OBSERVE POR FAVOR QUE A MAIORIA DOS LINKS SÃO AUTO EXPLICATIVOS, E CONTÉM INDICAÇÃO DE CONTEÚDO ANTES MESMO DE SUA ABERTURA: 1) SOBRE ...

quinta-feira, 11 de abril de 2019

LICENCIAMENTO AMBIENTAL CONCLUIDO


Três anos e meio de canseira PROFUNDA no Inema BA, etapa concluida, voltamos agora ao Ibama para o licenciamento final



domingo, 25 de fevereiro de 2018

Aurore D'Aventure no NSG



Documentário de Thomas Foucart e Alice Lima no Núcleo Serra Grande, de janeiro de 2018, bem educativo e profissional, com alguns novos relatos de acidentes graves. Duração de 13 minutos, com a opção de legendas em varias línguas.




             https://www.youtube.com/watch?v=1mDPi_rxwm4&feature=share




sábado, 27 de janeiro de 2018

SCIENTIFIC TOURISM WITH FUN IN THE SUN



THIS IS TO INFORM THAT WE ARE NOW  RECEIVING GROUPS OF FIVE PEOPLE FOR AN INTRODUCTION TO ONE OF THE WORLDS HOTSPOTS, THE REMAINING SIX PERCENT OF THE ATLANTIC RANFOREST, EAST COAST BRAZIL: 

http://www.sosma.org.br/en/project/atlas-of-the-atlantic-forest-remains/

BELOW IMAGES OF HOUSE IN ITACARÉ AND OF NUCLEO SERRA GRANDE, BAHIA, BRAZIL, WHERE GROUPS WILL BE LOCATED 











SHORTLY STATED WE OFFER GUIDED TRIPS TO WHATS LEFT OF THE ATLANTIC RAINFOREST WITH CONFORT, SAFETY AND LOCAL EXPERTISE. NO COLLECTING ALLOWED

PLEASE ACCESS ME (RODRIGO) DIRECTLY FOR FURTHER INFO AT: 
LACHESISBRASIL@HOTMAIL.COM
              


segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Bom Dia Brasil, 09/10



Prazer enorme filmar com o grande Zé Raimundo. Essa sua matéria sobre o trabalho em Serra Grande foi ao ar hoje 09/10/2017, no 'Bom Dia Brasil' da Globo.





quarta-feira, 9 de agosto de 2017

zero à ESQUERDA



O que sentiria Vital Brazil ao ver seu instituto transformado em cabide de emprego do PC do B ? Ezequiel Dias, abaixo em sua foto de formatura em Farmácia, também ficaria enojado de ver o que foi feito da FUNED, nascida em 1907, e do Brasil como um todo.




Mas em meio ao desanimo dos antigos funcionários, segue a chama, a vontade de fazer, e esse será o saldo que considerarei do encontro de hoje.

Na visita a área restrita do serpentário pude ver um Rômulo Righi (abaixo) com olhos brilhando, me mostrando seu sucesso em manutenção de Micrurus frontalis e lemniscactus, ou a curiosidade da coralzinha de duas cabeças.




Na sequencia uma conversa literalmente entre moléculas, com o maior conhecedor da peçonha de Lachesis deste planeta, o Professor Eladio Sanchez, abaixo.




Em meio à revisão de inúmeros 'papers' fechamos com um aperto de mãos parcerias futuras para tentar, com o veneno das surucucus,.controle de metástases (câncer) e criação de agentes trombolíticos.

Aguardo documentação oficial da Fundação Ezequiel Dias explicitando sua necessidade de apoio (produção de SABL e pesquisa) para notificar o Ibama e proceder com as extrações, e a doação.

Não há contradição entre capitalismo e conservação. Ciência = Cérebro + Dinheiro. Espero que em 2018 haja planejamento estratégico, para que estas doações se transformem em parceria comercial.




terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Capela da Onça



Caro amigo, no anexo imagem leve para abrir rápido, dessa pequena interferência que fiz no caminho do Conceição no dia 11/09; voltei ao local 2 meses depois e tudo estava intacto; esta pedra tem volume equivalente ao de dois escritórios como esse seu no Caraça (8 metros de altura na 'cumeeira', por uns 10-12 de extensão, por uns 5-6 de largura) e em sua base há uma concavidade aconchegante de 3 x 2 metros,  repleta de pelos e ossos, o que, em função da proximidade da área onde coletei aquelas carcaças de anta, me faz crer tratar-se de abrigo da onça parda, com aproximação a ser evitada; é isso, desculpe-me, foi irresistível.

Abraço,

Rodrigo






Em tempo: fiz a cruz em aço oco e não tive preguiça em sua fixação, cravejei espelhos para repercutir por alguns segundos os primeiros sinais de sol no Canjerana a cada manhã, santa missa não verbal dos bichos do Campo de Fora.




Estranha compulsão para um endemoniado como eu, autor de algo que certamente colocaria Gabriele Amorth em meu encalço:

Para quem não conhece, Padre Gabriele pode ser considerado 'O último Exorcista' do Vaticano, literalmente. Interessei-me por ele pela possibilidade de ler alguém de credibilidade falando de sua experiencia prática com O MAU, e não O MAL. Mas me decepcionei. Achei o texto primário. Fosse eu o demônio a ser expulso à primeira evocação DA VIRGEM Maria eu retrucaria: "mas você pretende me enfrentar com um erro de tradução ?" 

Atolado de trabalho para concluir, especificamente resposta à notificação do Inema no processo de licenciamento ambiental do NSG, refugiei-me num Caraça vazio neste ultimo final de semana, e depois de décadas assisti a uma missa, recebi o corpo e o sangue de Cristo e disse Amém, e aquilo não me feriu a língua com ferro em brasa e nem caí ao solo em espasmos e caretas e linguajares estranhos.

Recebi a comunhão do amigo, com o qual horas antes falava de Clarisse Lispector, de Adélia Prado, de certa forma tradutoras dessa realidade rude que é o dia a dia e da atenção concentrada que a vida nos exige, se o desejo é realmente ver além da crosta de todas coisas e ser assim capaz de enxergar em tudo o tal amor, 'essa palavra de luxo'.